Formadas as três mesas do Grupo de Trabalho “Participação social e cooperação cultural”

Trinta pessoas de nove países foram selecionadas para integrar o grupo de trabalho que participará dos conversatórios “Participação social e cooperação cultural”, coordenados pela equipe do programa Cultura Comunitária da Secretaria de Cultura do Governo do México. Essas pessoas estarão divididas em três mesas de trabalho, onde poderão reflexionar sobre o desenvolvimento do programa IberCultura Viva, em um processo colaborativo para a construção do Plano Estratégico Trienal (PET) 2021-2023.

As sessões estão programadas para os dias 25 de setembro, 2 e 9 de outubro, e serão realizadas de maneira virtual, via Zoom, com transmissão ao vivo pelo canal do YouTube e a página de Facebook do IberCultura Viva a partir das 14h (hora de Brasília). As 30 pessoas selecionadas por convocatória serão participantes estratégicas do webinário e estarão presentes como painelistas.

Além delas, quem quiser participar do webinário como assistente poderá se inscrever pelo link https://us02web.zoom.us/webinar/register/WN_K4rrQKpaQe-IXGsZ-48reg. Os assistentes poderão participar do fórum de perguntas e respostas do webinário.

As inscrições para participar deste grupo de trabalho estiveram abertas entre os dias 4 e 14 de setembro no Mapa IberCultura Viva. As pessoas interessadas puderam inscrever-se em três bate-papos com as seguintes temáticas: “Políticas culturais de base comunitária para a pós-pandemia” (25 de setembro); “Mecanismos, propostas metodológicas e caminhos de participação” (2 de outubro), e “Brecha digital e cultura comunitária” (9 de outubro).

Mesa 1: Políticas culturais de base comunitária para a pós-pandemia

Na primeira mesa, que se realizará na sexta-feira 25, a intenção é debater temas vinculados à diversidade cultural, às práticas e experiências culturais, ao direito à saúde, à soberania alimentar, às populações de atenção prioritária, à perspectiva de gênero, entre outros. Como as políticas culturais locais têm contribuído e proposto ações para mitigar os efeitos não positivos advindos da pandemia, em relação ao acesso, a participação e contribuição na vida cultural dos jovens e das mulheres? Como poderíamos difundir boas práticas de atenção à saúde, desde tradições de cuidados preventivos, práticas curativas e medicina tradicional?

Participarão desta primeira sessão: Celia Soler (Argentina), Mariana Daniela Arce (Argentina), Yuri Guedes de Lavor (Brasil), Luis Enrique Pacheco (Chile), Eric David Madrigal Venegas (Costa Rica), Tania Alvarez Chavarria (Costa Rica), Lucia Mariana Ramírez Ugalde (México), Yuri Alejandro Meza Gómez (México), Emmanuel Audelo Enríquez (México), Gabriela Belén Palacios (México), Efrain Ernesto Agüero Solorzano (Peru) y Pamela Soldalila Otoya Sarca (Peru). A moderação estará a cargo de Maximiliano Uceda, secretário de Gestão Cultural do Ministério de Cultura da Argentina e presidente do Conselho Intergovernamental IberCultura Viva.

 

 

Mesa 2: Mecanismos, propostas metodológicas e caminhos de participação

Na segunda mesa, “Mecanismos, propostas metodológicas e caminhos de participação” (2/10), se discutirá, por exemplo, como contribuir para a elaboração, o planejamento, a implementação, o acompanhamento e a avaliação de mecanismos públicos que garantam direitos culturais transversais em políticas culturais de base comunitária que eliminem a estigmatização e ações de discriminação de práticas e expressões culturais. Ou que elementos de práticas poderiam ser referências estratégicas para colocar-se em construção de metodologias ou mecanismos de inclusão na tomada de definições públicas em matéria cultural e na governança cultural.

Nesta sessão estarão: Aurora Beatriz Silva (Argentina), Aurora Beatriz Silva (Argentina), Veronica Rossana Pizarro Cruz (Chile), Guillermo Martín Maceiras Gómez (Espanha), Rocío Orozco Sánchez (México), Rut Mendoza Garcia (México), Alejandro Rodríguez Hernández (México), Delia Hernández Pastor (México), Victoria Contreras Peña (México), Aldo Adrián Nuño López (México), Florencia Gabriela De Armas Cándido (Uruguai) e Lucía Zapien Osuna (México). A moderadora será Valeria López López, do programa Cultura Comunitária da Secretaria de Cultura do México.

Mesa 3: Brecha digital e cultura comunitária 

A terceira e última mesa, “Brecha digital e cultura comunitária” (9/10), debaterá a ativação de redes durante a pandemia e o processo de integração de organizações de cultura comunitária a novas tecnologias para seus afazeres cotidianos. Que mecanismo de associatividade foi utilizado entre os coletivos? Quais as estratégias, desde as políticas culturais, foram implementadas para diminuir a brecha de idade e gênero entre a comunidade artístico-cultural? As organizações culturais comunitárias têm ocupado o espaço público virtual disponível para a promoção e a difusão dos direitos culturais entre suas redes?

Esta sessão contará com a presença de Moisés Alberto Rioja, de Wayruro Comunicación Popular (Argentina); Isela Xospa Cruz, de Ediciones XospaTronik  (México); Sandra Leticia Villarreal Hernández, de CIRCULAR – Gestión y Difusión de Proyectos Culturales (México); Angel Francisco Escudero Mendoza, do Colectivo Altepee (México); Yunuen Torres Ascencio, de Radio Fogata Cherán (México), e Juan Francisco Arias Pacheco, do Museo Regional de Occidente (El Salvador). A moderadora será Estrella Soria (México), que tem participado de laboratórios de experimentação em tecnologias éticas na América Latina e na Europa.

 

Confira a lista de pessoas selecionadas na convocatória:

Información a las interesadas – Proceso de selección – Convocatoria para integración del Grupo de Trabajo de Participación Social y Cooperación Cultural

 

Inscreva-se como assistente no webinário:

https://us02web.zoom.us/webinar/register/WN_K4rrQKpaQe-IXGsZ-48reg

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *